Páginas

quarta-feira, 24 de março de 2010

Picles

Os picles são conservas de legumes em vinagre, com temperos variados. Podemos fazê-los com apenas um legume ou um picles misto em que combinamos 3 ou mais legumes. Os picles devem ser guardados em potes de conservas hermeticamente fechados.

Ingredientes
10 cebolas bem pequenas
5 pepinos pequenos
2 cenouras finas cortada em pedaços pequenos
um pimentão verde cortado em tiras
1 dente de alho
uma colher das de café de mostarda preparada
1 colher de coentro em grão
2 cravos
1/2 litro de vinagre
½ litro de água


Modo de preparar
1. Descasque e corte os legumes e ferva-os por dez minutos
2. Ferva o vinagre, a água e os temperos por alguns minutos. Deixe amornar
3. Arrume os legumes nos vidros, procurando colocar quantidades mais ou menos iguais em cada vidro.
4. Coloque a mistura de vinagre nos vidros até encher bem
5. Tampe os vidros e feche-os hermeticamente
6. Espere 7 a 8 dias antes de consumir


Os Picles na História...
As conservas salgadas chamadas Pickles,  são uma das formas mais antigas de se preservar os alimentos.
Existem relatos de cerca de 4.500 anos atrás, sobre a conservação de pepinos em salmoura.
Embora a Índia tenha contribuído com diversos tipos de culturas, apenas 4 legumes fazem parte dessas colheitas.
Um deles é o pepino (Cucumis sativus), os outros são a Beringela, a Mostarda Indiana e vagem.
A palavra inglesa “Cucumber”, vem do Latin “Cucumis”, do Alemão “Gurke”, Grego  “Aggouria” , francês “Cornichon” e a palavra “Gherkin” que quer dizer em uma língua antiga (Aramáico) pepino salgado em conserva.
Em 1850 A.C. Aristóteles mencionou o pepino em conserva como possuidor de propriedades curativas.

O Pepino é originário da parte norte da Índia, na baia de Bengala e nas regiões próximas dos Himalaias,  o Pepino quase nunca foi encontrado em forma selvagem, mas nessa região se encontra em quase todo lugar.
Alguns relatos indicam culturas no Egito, apesar de não haver dúvida da procedência original ser na Índia e que a profusão veio através dos Judeus, Árabes, Latinos, Armênios, Gregos e outros.
Na Índia, os relatos sobre Picles, datam de cerca de 1500 anos A.C.
Os escritos de Susruta e Charaka descrevem o uso de Sal, Mel, vinagre, Tamarindo, jaggery e asafoetida com muita freqüência.
A história indica que o pepino foi levado à China cerca de 200A.C.
No início da Era Cristã, pepinos eram cultivados no Norte da África, Ásia menor , no Sul da Europa e outros países do Oriente. A Bíblia menciona picles 2 vezes no Cap 11:5 Isaías 1:8. 
Cleópatra, foi também uma fã das conservas, Picles, acreditando no poder do rejuvenescimento e embelezamento.
Os Romanos utilizavam-se de vários processos artificiais de cultivo do pepino, para que pudessem suprir as vontades do Imperador Tibérius, quando o legume estava fora de época. Relatos dizem que o Imperador consumia todos os dias do ano.
Os soldados de César comiam picles em vinagre, por acreditarem em seus efeitos  curativos. 

Durante a América colonial Inglesa, muitos alimentos eram importados de lugares como Caribe e Inglaterra. A falta de refrigeração naquela época, tornava imperativo que os alimentos fossem preservados de alguma forma, nessa época que se desenvolveram muitas maneiras de conservar os alimentos, cura, salmoura, picles, enlatados, compotas e outros. 
Os Presidentes Geoge Washington, Thomas Jefferson e John Adams tinham muita afinidade com alimentos em picles.
O governo dos EUA  designou quase toda a produção  de picles do país para suas tropas durante a  2ª Grande Guerra Mundial.
A arte da conserva em picles, cresceu em sua reputação, sendo consideradas sofisticadas e exóticas, quase que uma reputação lendárias para algumas receitas.
Um dos aspectos é o leque de possibilidades, tornando possível a produção de diferentes Chutneys durante qualquer período do ano.
O processo de novas descobertas de receitas é constante. A infinidade de fruta, legumes,  especiarias e ervas que podemos utilizar tornam as possibilidades infinitas.
Colocando em palavras simples, as Compotas, Picles ou Chutneys, nada mais são que uma maneira de preservar os alimentos, sejam eles carne, peixe, legume ou frutas, com seus sabores e aromas originais ou associados a outras especiarias e ou ervas.
Por mais interessante que sejam, devem ser utilizados com cautela, para que não roubem o sabor principal do prato, deve ser utilizado de maneira a harmonizar e não para ofuscar outros sabores.

Um comentário:

Tatiana Bonotto Cake Designer disse...

Adorei seu blog...a historia do picles...adorei


entra no meu blog e veja um pouquinho do meu universo.

www.tatidesignercake.blogspot.com
www.taticakedesigner.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...