Páginas

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Tapioca - a famosinha da vez!

A iguaria nordestina invadiu as mesas de todo o Brasil. É também, em versões com recheios levese saudáveis, a nova a queridinha dos marombeiros e do pessoal que curte se cuidar comendo bem.
A massa é feita à base de farinha de polvilho, um ingrediente 100% nacional, e água. Além disso, vamos combinar, é uma delícia!!! Perfeita para substituir o pão no café da manhã, no lanche, ou qualquer refeição do dia e pode ser recheada de mil maneiras doces e salgadas.  
A troca do pão pela tapioca faz todo o sentido, pois é rica em carboidratos (cada tapioca tem cerca de 68 calorias e apenas 1,6 gramas de proteínas), podendo ser uma opção mais saudável que o pãozinho francês, pois não leva sal na sua preparação e não contém glúten.

A tapioca é o nome de uma iguaria tipicamente brasileira, de origem indígina tupi-guarani, feita com a fécula extraída da mandioca, também conhecida como goma da tapioca, polvilho, goma seca, polvilho doce, fécula de mandioca. Esta, ao ser espalhada numa chapa ou frigideira aquecida, coagula-se e vira um tipo de panqueca ou crepe seco, em forma de meia-lua (ou disco, como em algumas regiões). O recheio varia, mas o mais tradicional é feito com coco e queijo. O nome tapioca é derivado da palavra tipi'óka (coágulo), o nome para este amido em Tupi.


A minha primeira foi em Porto de Galinhas. Naquela época não se encontrava a goma pronta nos mercados aqui do sul. Touxe uns sacos de lá, pedia para amigas que iam, mas uma hora acabou e tive que me virar com a receita caseira à base de polvilho doce. 
Então, no post de hoje vou dividir com vocês as duas maneiras de fazer tapioca: com a goma pronta(que se compra no supermercado) que é facílima de fazer e com a goma que você mesma faz em casa caso não encontre no super. 
Aqui em casa todos sabem preparar e amam! A da foto abaixo foi feita pra mim pela minha filha caçula, olhem que amor! De queijo e tomate com orégano, do jeitinho que amo.

Quando falo em "GOMA PRONTA", falo destas que vem em sacos e prontinhas para serem peneiradas diretamente sobre a frigideira aquecida, numa quantidade que cubra o fundo, até que comece a unir-se e forma um "panqueca" sequinha. Dai é só rechear de um lado e depois dobrar como meia-lua, ainda na frigideira mesmo. Depois dá um a viradinha, com uma espátula, e serve. A FOFA FIGURA ABAIXO EXPLICA SUPER DIREITINHO:
Veja foto da goma pronta para correr e procurar no supermercado:




Há diversas marcas de goma de tapioca hidratada pronta para o preparo. A receita sempre vem na embalagem, não tem erro. 

Para quem não encontrou a goma de tapioca hidratada pronta, vai ai a receita caseira, a base de polvilho doce:

Ingredientes da massa/goma base
1 kg de polvilho doce
Água

Modo de preparo Umedeça o polvilho com água, para dar uma liga e deixe na geladeira por 12 horas. Passe a massa numa peneira e misture uma pitada de sal. Separe uma pequena quantidade da mistura e coloque em uma frigideira aquecida como se fosse uma panqueca, deixe a farinha ficar úmida e vire com uma espátula. Depois, basta espalhar o recheio escolhido em cima da massa base, dobrar ao meio e servir.

Agora não tem desculpa para não provar essa delícia, né? 

Confira sugestões de recheio:

Tapioca Light

Duas fatias de peito de peru, duas fatias de queijo fresco e uma rodela de tomate temperado com azeite, orégano e sal.

Tapioca Banana e Chocolate
Uma banana nanica picada e uma base de sobremesa de chocolate.

Tapioca de leite condensado com coco
Cubra metade da tapioca com leite condensado e adicione coco ralado por cima. 

Tapioca Romeu e Julieta
Cubra metade da tapioca com goiabada cascão e adicione queijo coalho ou de sua preferência por cima. 

Tapioca de carne seca com queijo coalho
Cubra metade da tapioca com queijo coalho e espalhe carne seca por cima.

Tapioca com calda de morango
Aqueça 60 ml de água e acrescente 80g de açúcar e 200g de morango fatiado. Cozinhe até chegar ao ponto de calda. Funciona com geleia de sua preferência também. ;) Coloque uma colher de sopa de papoula ou gergelim sobre a frigideira antes de colocar a massa de tapioca. Espalhe a calda sobre metade da tapioca e adicione uma colher de sopa de raspas de chocolate.


Curiosidades sobre a TAPIOCA

Patrimônio Imaterial e Cultural :
O Conselho de Preservação do Sítio Histórico de Olinda (Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, pela UNESCO) concedeu à Tapioca o título de Patrimônio Imaterial e Cultural da Cidade em 2006, mesmo ano em que Olinda recebeu o título de 1ª Capital Brasileira da Cultura (Ministério da Cultura e Ministério do Turismo, Governo Federal).
Apesar de muito popular e integrante da culinária típica de diversos estados nordestinos, a tapioca mais tradicional do Brasil ainda se encontra no Alto da Sé, em Pernambuco (preservada pela Associação das Tapioqueiras de Olinda). Em outros estados, a tapioca sofreu algumas mofificações quanto à original (como no Ceará, onde possui formato redondo e é bastante apreciada com café preto). Também encontramos diversas entidades destinadas à cultura popular da tapioca pelo Nordeste, como o Centro das Tapioqueiras entre os municípios de Fortaleza e Eusébio, no Ceará.

No resto do mundo, vários produtos derivados da fécula da mandioca são também chamados de tapioca.
Os recheios darão um toque especial à tapioca e variam de acordo com o gosto e a região onde a tapioca é consumida. O recheio pode ser apenas com manteiga ou com coco fresco ralado, leite condensado, queijo, banana, chocolate, carne de sol, morango com chocolate e goibada com queijo e outras.
A tapioca mergulhada no leite de coco também é muito apreciada em diversas partes do Brasil.
Existe ainda a tapioca de chapa ou tapioca de forma, que é uma tapioca mais grossa e aquecida na chapa e na qual a massa da tapioca é colocada dentro de uma forma de metal.
* O pudim ou de bolo de tapioca, não é levado ao fogo e é servido gelado, natural ou com calda de frutas. A farinha de tapioca é colocada num recipiente com leite de coco, um copo de leite, açucar a gosto e coco ralado. Depois que os ingredientes são bem misturados, coloca-se numa forma e leva-se este para a geladeira.

Não faz muito tempo, a tapioca atraiu a atenção de alguns criativos chefs da culinária brasileira. Estes usaram suas habilidades e criaram versões inovadoras da tapioca. Uma destas é o uso da goma de tapioca (em pelotas de cerca de meio centímetro de diâmetro) banhada com molho Shoyu, produzindo uma sobremesa de cor escura que tem aparência de caviar, e é chamado "caviar de tapioca".
O músico baiano Morais Moreira compôs uma música intitulada "Tapioca de Olinda".

2 comentários:

Andréa disse...

Quantas delícias!
Um festival perfeito de tapioca!

Bjs

suplempro Suplementos disse...

Ola,

Poderia me fazer um favor? :-/

Qual seria a marca da quarta imagem de tapioca aonde diz (Goma de mandioca - prata fina - a melhor nordestina)??

pode enviar por email: suplempro@gmail.com

Ah, gostei do teu assunto aqui, estarei vendendo tapioca no meu site e se me permitir coloco tuas receitas.

Muito Obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...