Páginas

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Torta Solstício

A receita do doce de hoje é para homeagear minha irmã querida, Nana Toledo, que através da "Ilumina Assessoria Pedagógica e Ensino de Artes e Cultura", realiza um trabalho fantástico, repleto de amor, música, celebração, alegria, saúde, cultura, elevação e bem-estar. No espaço mencionado, além de outras aulas, são feitas celebrações dos Solstícios e Equinócios com Danças Circulares. São momentos mágicos, lindos!
Essa foi a última celebração de Solstício da Ilumina, orientada por Nana:
Vale a pena sair da ignorância e procurar saber um pouquinho mais sobre o assunto...
Mais osbre o trabalho de Nana Toledo: 

Essa torta tem tudo a ver com o Solstício, que entre outras coisas, celebra também a fartura e a prosperidade.
Torta Solstício
Ingredientes:
• 1 Abacaxi em rodelas s/ o miolo
• 8 ameixas s/ caroço
• 400g de banana passa picada
• 3 maçãs em fatias
• 6 bananas d'água

Modo de Preparo:• Forre uma forma de fundo removível com papel manteiga.
• Cubra o fundo com as rodelas de abacaxi e complete o centro dos abacaxis com as ameixas.
• Creme: em um processador, vá batendo aos poucos um punhado de banana passa, meia rodela de abacaxi e algumas rodelas de banana. Este creme vai cobrindo a torta.
• Faça uma camada de 1cm.
• Forre com as maçãs em fatias.
• Termine com outra camada do creme.
• Cubra com papel alumínio e asse em forno médio por 30min.
• Espere esfriar para retirar o alumínio.
• Coloque na geladeira até gelar para desenformar.

* Receita de Maria Luiza Pitanga
do restaurante Fontes

O que é Solstício?
A palavra Solstício, deriva do latim, sol + sistere (solstitium), que significa parado, imobilizado e está associada à idéia de que o Sol estaria como que estacionário.Marca a época do ano em o Sol, no seu movimento aparente na esfera celeste, atinge o máximo afastamento angular do Equador.
É considerado Solstício de Verão (22/06) no hemisfério norte e de inverno no hemisfério sul, quando o Sol ingressa a 0º do Signo de Câncer, quando o Sol alcança sua máxima declinação norte, 23º27'. Neste momento, o Sol “imobiliza” seu  movimento gradual para o sentido sul e passa a dirigir-se na direção do pólo norte.
Os solstícios ocorrem devido à inclinação do eixo terrestre (de aproximadamente 23º27') em relação ao plano da órbita da Terra ao redor do Sol.

Em várias culturas ancestrais à volta do globo, o solstício de inverno era festejado com comemorações que deram origem a vários costumes hoje relacionados com o Natal das religiões pagãs. O solstício de inverno, o menor dia do ano, a partir de quando a duração do dia começa a crescer, simbolizava o início da vitória da luz sobre a escuridão. Festas das mitologias persa e hindu reverenciavam as divindades de Mitra como um símbolo do "Sol Vencedor", marcada pelo solstício de inverno. A cultura do império romano incorporou a comemoração dessa divindade através do Sol Invictus. Com o fortalecimento das religiões pagãs, a data em que se comemoravam as festas do "Sol Vencedor" passaram referenciar o Natal, numa apropriação destinada a incorporar as festividades de inúmeras comunidades recém-convertidas.

Atualmente muitas pessoas se reúnem em locais sagrados por todo o mundo nos Solstícios e Equinócios para se conectar mais fortemente com a Terra e para ampliar o efeito da cura planetária.

Diferença entre Solstício e Equinócio

Chama-se de solstício às posições em que a
Terra se encontra em 22 de dezembro e 22 de
junho. Por exemplo, dizemos que dia 22 de
dezembro é solstício de verão no hemisfério
sul e solstício de inverno no hemisfério
norte.

Chama-se equinócio às posições em que a Terra
se encontra em 23 de setembro e 21 de março.
Por exemplo, dizemos que dia 21 de setembro é
equinócio de primavera no hemisfério sul e
equinócio de outono no hemisfério norte.

Comemorando o solstício
As festas pagas incluíam fogueiras, ora para espantar o frio (no inverno), ora para celebrar o calor (no verão). Em algumas culturas, havia até o sacrifício de animais e seres humanos. O surgimento da Igreja Cristã e sua consequente disseminação pelo mundo não inibiram esses rituais antigos. Na verdade, eles acabaram sendo incorporados pela Igreja de Cristo (sem os sacrifícios, é claro).
 Assim, no início do inverno do Hemisfério Norte (dezembro), quando era comemorada a festa do Sol invencível, a Igreja passou a celebrar o nascimento do Salvador. O Natal, até hoje, é celebrado em 25 de dezembro (muito próximo da data do solstício). Já o solstício de verão (nosso inverno) foi identificado com o nascimento de São João Batista. De fato, São João Batista é considerado o "precursor da luz do mundo", tendo nascido seis meses antes de Jesus. O dia de São João Batista é comemorado em 24 de junho, muito próximo da data do solstício (que neste ano foi no dia 21 de junho). 
A grande festa em homenagem ao solstício, ao longo dos séculos de história, transformou-se em festa de São João, ou "festa joanina". Logo as celebrações se estenderam para homenagear Santo Antônio (13/06) e São Pedro (29/06), tornando-se coletivamente conhecidas como as "festas de junho", ou festas juninas.
Viva São João, São Pedro, Santo Antônio! E o solstício também!


Curiosidades sobre a comemoração do Solstício
Quando os jesuítas chegaram ao Brasil, difundiram várias festas religiosas.Junto com essas festas trouxeram em especial as festas joaninas. omemoradas com fogueiras, rezas e muita alegria, o curioso é que antes da chegada dos colonizadores, os índios realizavam festejos relacionados à agricultura no mesmo período. Os rituais tinham canto, dança e comida. Deve-se lembrar que a religião dos índios era o animismo politeísta (adoravam vários elementos da natureza como deuses). 


Certos rituais ou festas muito importantes eram associadas a esta data como por exemplo:

As civilizações mais antigas consideravam o Sol como sendo o filho da luz, a luz para eles representava Deus em vida.


Entre os druídas, o solstício era comemorado como o dia da fertilidade e muitas mulheres tentavam engravidar nesse dia.
Nos povos asiáticos, o solstício era representado por um velho de barbas brancas e roupagem vermelha e branca. Esse ser representava Deus na Terra e os asiáticos acreditavam que esse Deus encarnado trazia para a humanidade o seu filho sol.

Os Egípcios festejavam o solstício com rituais de magia que envolviam o cultivo de sementes.
Os Indianos festejavam-no transcendendo os corpos em rituais dimensionais mágicos.

Entre os povos das Américas no hemisfério Sul, os Incas mais antigos e os indígenas comemoravam o Solstício de Inverno no dia 21 de Junho e o Solstício de Verão no dia 21 de Dezembro.

Os Maias elaboraram um calendário perfeito usando o solstício como o início do ciclo do sol e da lua na Terra.


Imagens recentes(e lindas) da celebração do Solstício em Stonehenge
Pessoas cantam e dançam durante a celebração do solstício, em frente a Stonehenge, na Inglaterra. 
O monumento de Stonehenge fica em Salisbury Plain, a cerca de 140 km a sudoeste de Londres
Cerca de 20 mil pessoas foram a Stonehenge, na Inglaterra, para marcar, nesta segunda-feira (21 de junho), o solstício de verão, o dia mais longo do ano.
O momento é de muita alegria e celebração!
E que visual! O lugar é mesmo mágico!


E finalizando, uma mensagem para reflexão:
"Felizes aqueles que reconhecem os Deuses em todas as suas formas; sabem que Eles falam todos os idiomas, são de todas as cores e dançam de todas as formas." (desconheço a autoria)

2 comentários:

angela disse...

Amei essa torta sem farinha, cheia de frutas! Ah, vou fazer sim!!

Isadora disse...

q linda torta!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...